Posts arquivados em Mês: fevereiro 2016

26 fev, 2016

[RESENHA] Irresistível #1: Cretino Irresistivel




Oiii gente, hoje vou contar para vocês o que achei de Cretino Irresistível, o primeiro livro da série Irresistível. Eu já o li há algum tempo (antes de começar a escrever para o blog), mas como parece, a cada ano as autoras (sim porque são 2 em um único pseudônimo) decidem que este é um bom seguimento e que precisam escrever mais rs. E nós não achamos nada ruim não é mesmo? Então agora vocês poderão acompanhar aqui no blog as resenhas de todas estas sequencias (de acordo com as leituras claro rs). Então vamos lá para vocês conhecerem um pouco da história de Chloe e Bennet.

Chloe Mills é uma mulher
inteligente, esperta e dedicada, prestes a concluir seu MBA e assim estabelecer
sua carreira. Seu único problema chama-se Bennet Ryan, seu chefe. Ele é
exigente, insensível, sem consideração e para desespero de Chloe, completamente irresistível.



Bennet retornou da França para
assumir um cargo importante na empresa da família, o que ele não esperava era
que a pessoa que o ajudava enquanto esta no exterior era aquela mulher linda,
provocante e totalmente irritante.  Ben
tem uma política rígida de jamais se envolver com alguém de seu ambiente de
trabalho, porém a beleza e as provocações de Chloe o fazem perder o controle e
se ver mais do que disposto a quebrar esta regra. 
A atração entre Chloe e Bennet
acaba por sair do controle e os dois acabam precisando decidir o que estarão dispostos
a perder para ficarem juntos.

Algumas pessoas devem pegar
esse livro e pensar “A nem, mais um livro Hot que só vai ter cena de sexo e sem
conteúdo”, mas acreditem em mim quando eu digo que não é só isto. Claro que tem
cenas de sexo (é um livro Hot), porém não é completamente focado nisto. A
história tem base, não é da noite para o dia, tem um enredo muito legal, pois
fala das interações de trabalho e como um relacionamento no meio disso tudo
pode ser complicado. Fala sobre o relacionamento entre duas pessoas
extremamente iguais, que tem uma personalidade muito forte e uma atração enorme
um pelo outro. Engana-se quem pensa que este livro tem somente as cenas soltas
sem conexão.

A história começa no ponto em
que a atração que Bennet sente pro Chloe já se torna insustentável, no momento
em que ele já “parte para o ataque” sem pensar muito no que estar por vir.
Quando a história começa a ser narrada eles já trabalham juntos a quase um ano,
logo tem-se já a ideia de que não é um sentimento que surgiu da noite para o
dia, e a maneira como os personagens tentam lutar contra isto só reforça a
ideia de que a luta contra esta atração já vem de muito tempo.

O livro tem a narração
intercalada entre Chloe e Bennet, o que eu realmente adoro, pois nos dá o ponto
de vista de ambos os personagens principais, e como tem o foco no
relacionamento deles, acho legal a gente entender que é reciproco não porque a
garota acha que é. A certeza de que o sentimento é reciproco vem porque nós
temos a visão dos dois.

Todos os personagens são bem
escritos, as interações são engraçadas e intensas quando devem ser e eu
realmente fiquei apaixonada por todos os personagens (talvez eu tenha tendências
a me apaixonar por tipos bonitões? Talvez e muito provavelmente)
, e a história
é realmente encantadora e te faz pensar “isto poderia facilmente acontecer com a
minha amiga”
ou “Será que quando eu for fazer um estagio de MBA isso pode
acontecer?”.
 Claro que nós sabemos que estas coisas não acontecem assim (no meu
caso com certeza não, porque o dedo é mais podre do que as possibilidades de
sorte neste sentido rs),
mas a história te dá aquele sentimento de coisa real,
de que ainda que não aconteça com a gente, pode ter acontecido ou estar
acontecendo com alguém.
Realmente gostei do livro, e de
toda a maneira como a trama decorre. Agora é correr para reler a história de
Estranho Irresistível e vir contar para vocês 😀



Título: Cretino Irresistível | Série: Irresistível | Páginas: 254 | Autor(a): Christina Lauren 
Tradutor(a): Felipe CF Vieira | Editora: Universo dos Livros
20 fev, 2016

[RESENHA] Chance #2: Mais Uma Chance



Oii gente, hoje nós vamos falar
de Mais uma Chance, a sequencia de A Primeira Chance (que vocês podem ler aqui), e descobrirmos finalmente o que acontece com Grant e Harlow, e se eles
conseguem superar todas as dificuldades apresentadas em A Primeira Chance, e se
apesar de tudo, eles conseguiram ficar juntos. AVISO: Esta resenha pode (e
provavelmente terá)
conter Spoilers.



Depois de muito fugir, Grant
Carter acaba por encontrar na doce Harlow algo que ele jamais pensar em
encontrar: uma mulher com a qual desejasse passar o resto da vida. Porem quando
tudo finalmente se encaixa ele acaba por descobrir que Harlow tem um problema,
e que isto pode acabar fazendo com que ele a perca.

Harlow agora se esconde do
mundo, e não somente
 das câmeras da mídia que insistem em segui-la e saber o
que ela faz. Finalmente o fato dela ser filha de um astro do rock vem a tona e ela
está sob os holofotes, assim como está fugindo de Grant, e o motivo a destrói por
dentro, porém é necessário.


A trama desta sequencia é bem
envolvente (li o livro em um dia) e muito desesperadora em alguns pontos. Eu
gostei muito de como a história se desenrola, e embora alguns dos mimimis que a
Harlow tem durante a história me irritem bastante, fica fácil ignorar, porque
você fica tão fascinado e querendo saber o que vai acontecer a seguir que os
mimimis são relevados rs.


A história traz também fatos surpreendentes
e com certeza inesperados (principalmente para aqueles que já acompanharam toda
a trajetória de Rosemary), porque depois de tanta luta para ficarem juntos em A Primeira Chance, depois de Grant agir como um idiota medroso e deixar a Harlow
ir embora, de a Harlow agir como uma pessoa que acabou de sair da guerra e
precisa se proteger a todo custo fugindo não somente do mundo como também do
homem que ela ama (porque podem dizer o que quiser, ela simplesmente fugiu); a gente fica esperando qual vai ser a próxima vez em que a Harlow vai fugir ou
que o Grant vai fazer cagada, mas até que não acontece tanto assim, mas quando
levamos em conta o primeiro livro, é o que se espera rs.


Há um fato muito surpreendente
na história (embora eu tenha desconfiado rs) que deixa qualquer um chocado, e
há também aqueles que nos deixam destroçados e desesperados (chorei bastante
com algumas coisas) e de um modo geral, ainda que previsível o final é
encantador.
Podem dizer que a história é muito mais do mesmo de Abbi Glines, e particularmente acredito que o padrão seja o mesmo, ainda assim é uma história que vale a pena ser lida, é um livro
pequeno e rápido de ler e gostei muito de todos os personagens. E sim terminei
a história completamente apaixonada pelos personagens <3. 














Título: Mais Uma Chance | Série: Rosemary Beach, Chance | Páginas: 203 | 
Autor(a): Abbi Glines Tradutor(a): Cássia Zanon | Editora: Arqueiro
11 fev, 2016

[RESENHA] Quando Uma Garota Entra Em Um Bar



Li este livro há um tempinho, ganhei ele de presente de
aniversario, e achei a proposta dele diferente. Quando você vê a capa fica
instigado, e confesso que imaginei uma história completamente diferente. E me
desculpem meninos, mas toda a dinâmica é voltada para as meninas


Um aviso importante antes de continuar lendo o post: ESTE LIVRO NÃO É RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS por causa de seu conteúdo sexual, por este motivo  a resenha pode conter certos aspectos relacionados e também não é indicada para o público menor de idade

Você se arruma toda para sair com suas amigas, mas de última
hora elas mudam os planos, o que fazer? Trocar de roupa e ficar em casa mesmo?
Sair sozinha e ver o que a noite lhe reserva? Estes são os questionamentos que
o livro propõe a principio, e é ai que ele começa a ficar interessante, pois é
você quem determina o curso da história, os acontecimentos e como a noite irá
terminar, mas sem saber o que vai acontecer depois da próxima decisão.

A história começa com você (sim você que está lendo, se
normalmente nós já entramos na história e nos sentimos parte do livro, imagina
em um livro que da a sensação de que é você que esta descrevendo tudo?) arrumando-se para sair, e o primeiro questionamento é: Qual calcinha usar? E ai
dependendo da sua escolha você vai para uma determinada página com um novo
capitulo que faz com que você viva uma experiência diferente

Massssss (e sempre tem um mas!) as autoras querem que
você escolha um determinado tipo de calcinha então independente da calcinha que
você escolha, você acabara escolhendo uma que já estava pré determinada rs. E
por que isto? Por que se você escolhe uma calcinha que não se encaixe nas
histórias dos outros capítulos, você mesma acaba com o livro.


Porém o direcionamento termina aí, em mais nenhuma parte do
livro elas lhe induzem a tomar uma decisão, e você mesma monta uma aventura,
que não é sobrenatural e nem impossível de acontecer na vida real.

Para mim o mais interessante do livro, é você poder visualizar
quantas coisas podem acontecer quando uma mulher solteira sai sozinha à noite
(Aninha, nada que acontece no livro é novidade para mim, então me deixa ser
feliz, obrigado, de nada!)
, e o quanto a sua decisão de fazer ou não pode
trazer coisas legais, bizarras e etc.

Achei o livro extremamente interessante, fácil e rápido
de se ler, e uma proposta incrível que nos mostra como a escolha de uma
calcinha e a vontade de fazer as coisas podem definir o rumo da noite.



Foi uma experiencia única de ver que a história do livro era a minha, e que só dependida do que eu queria e de quais escolhas eu faria para que a história corresse de uma maneira diferente, é aquela sensação da vida, de que o rumo que sua vida toma depende única e exclusivamente das escolhas que você faz. É um livro +18, com o intuito de te mostrar como uma noite em um bar pode terminar, mas que me mostrou mais do que isto, eu realmente amei a dinâmica e a maneira como fiquei extasiada ao terminar o livro.













Título: Quando Uma Garota Entra Em Um BarPáginas: 238 | Autor(a): Helena S. Paige Tradutor(a): Robson Falchetti Peixoto | Editora: Novo Conceito