06 jan, 2020

[SÉRIE] The White Queen

Oi meus amores! Hoje vim conversar com vocês sobre uma minissérie que há muito conquistou meu coração e que não é tão conhecida ou comentada aqui no Brasil, aparentemente. Hoje vamos falar sobre sobre The White Queen da BBC One.

A Guerra das Rosas está em curso e a Inglaterra está dividida. De um lado Edward of York (Max Irons) e seus dois irmãos George (David Oakes) e Richard (Aneurin Bernard), lutando para vingar a morte do pai e assumir o trono. Do outro os Lancaster Henry VI (David Shelley), um rei completamente louco, e Margaret of Anjou (Veerle Baetens) uma mulher absolutamente perversa e que não mede esforços para manter o poder.

Entre uma batalha e outra Edward acaba conhecendo Elizabeth Woodville (Rebecca Ferguson) cuja família apoia a causa dos Lancaster, mas a atração que sente pela jovem viúva, cujas terras lhe foram tiradas, e que o procura para tentar recuperá-las, é inevitável. Elizabeth também se sente atraída por ele e quando Edward, um homem conhecido por ser sedutor, propõe que ela se torne sua amante e a jovem viúva recusa ele fica furioso, jamais escutou um não de mulheres antes e não deveria começar agora quando ele conquistou a coroa!

Elizabeth por outro lado se sente dividida. Ela fez o que era correto, é uma mulher viúva, com dois filhos e um nome que lhe confere certo nível de respeito, jamais poderia cogitar se deitar com um homem que não fosse seu marido, mas conforme os dias passam ela se vê cada vez mais incerta sobre a sua decisão. Quando os dois se reencontram, Edward deixa claro que fará o que for necessário para ter Elizabeth e assim eles dois acabam se casando em segredo.

O casal precisa se separar na manhã seguinte, mas Edward lhe da instruções de como proceder caso não seja o vencedor da batalhe iminente. Pouco tempo depois ele retorna vitorioso e pede que ela aguarde e mantenha segredo enquanto providencia que seu casamento seja anunciado de forma devida, mas o irmão mais velho de Elizabeth os flagra se despedindo e conta a ela que Edward tramou um casamento falso não muito tempo antes, que este era apenas um ardil para levá-la a se deitar com ele.

Isso se mostra completamente errado quando o rei anuncia que se casou, contrariando assim os desejos de os desejos de Richard Neville (James Frain) o conde de Warwick ou como era conhecido “O Fazedor de Reis”, mas ele não é o único com o qual precisará se preocupar, Margarida Beaufort (Amanda Hale) acredita piamente que o destino de seu filho, Henry Tudor, é sentar-se no trono da Inglaterra e está disposta a fazer qualquer coisa para conseguir que isso aconteça. A guerra parece ter chegado ao fim, mas este é apenas o começo das batalhas que a nova rainha terá que enfrentar para manter a coroa e proteger as pessoas que ama. Intrigas dentro da família real colocará tudo pelo qual Edward lutou em xeque.

Juro que tentei resumir a série o máximo possível e apresentar uma boa quantidade de personagens sem tornar tudo cansativo e prolixo, mas é tanta coisa acontece e são tantas figuras históricas importantes que fica praticamente impossível tentar falar pouco e ainda trazer informações que sejam o suficiente para que vocês possam vislumbrar o que é esta série então esta resenha está sim maior do que as normalmente escrevo, mas não tive como escapar. 

Sem dúvida alguma desde que assisti The White Queen pela primeira vez (sim, já assisti outras vezes) fiquei absolutamente apaixonada. A trama da minissérie mistura história e fantasia e, em vários momentos, me vi questionando sobre como tal fato teria ocorrido (se é que aconteceu) de verdade. Amo séries assim! Para quem não sabe muito sobre a história da Guerra dos Primos ou Guerra das Rosas que perpassou por várias gerações essa série pode dar uma boa ideia.

Elizabeth Woodville é o tipo de personagem forte e obstinada que coloca as suas ambições acima de quase tudo, mas mesmo assim foi impossível não sentir certa simpatia por ela, especialmente sabendo que muito de sua personalidade foi baseada em relatos históricos e que, especialmente para a época em questão (século XV), uma mulher como ela era rara. Há certa idealização, claro, mas toda a construção da personagem me parece muito próxima a tudo que já li.

Edward é um homem muito sedutor e que vai fazer todo o possível para conquistar a mulher que é objeto de sua afeição, mas também está atrás da vingança pelo que aconteceu ao seu pai o que o faz entrar em incontáveis batalhas. Além disso, ele é incapaz de prever que pode ser traído por pessoas próximas, mesmo com a esposa o alertando sobre isso veementemente. Max Irons está muito bem no papel, em certos momentos eu sentia raiva do personagem e no seguinte já estava “own, mas ele é tao fofinho”.

As atuações são boas e há vários nomes no elenco que eu realmente já admirava antes de assistir a série. A fotografia não é maravilhosa e de encher os olhos, mas é boa e não incomoda especialmente considerando que a série é de 2013. O figurino é parcialmente condizente com o que já vi daquela época em outros filmes, mas nada que incomode demais.

O mais interessante porém é que apesar de a história ter começo, meio e fim nesta minissérie, ela continua em The White Princess. A minissérie também de oito episódios que conta a saga de Henry VII e Elizabeth of York e, em seguida temos uma outra minissérie que continua a saga chamada The Spanish Princess que estreou a alguns meses, que conta a história de Ketherine of Aragon e os príncipes Arthur Tudor e Herry Tudor.

Acho que vale mencionar que há toda uma atmosfera de misticismo envolvendo Elizabeth e sua mãe, que aparentemente descendem de uma deusa. Isso é bastante explorado pela série e só deixa ainda mais interessante, então permeando os fatos históricos a trama também traz um lado fantasioso que com toda certeza contribuiu para que me viciasse nessa minissérie.

Fato interessante é que toda essa trama foi inspirada na série de livros The Cousins’ War, ou A Guerra dos Primos, da Phellippa Gregory, que no Brasil foi lançada pela Editora Record (a qual eu sou absolutamente louca para ler, diga-se de passagem). Ela possui outros livros ambientados mais ou menos no mesmo período e estas não são suas primeiras obras adaptadas.

Se você procura romance, assista. Se está atrás de uma série cheia de reviravoltas, pode apostar aqui. Se quer batalhas e um ambiente de guerra, recomendo que veja. Agora, se você está procurando uma série com ambientação maravilhosa e cheia de intrigas a minha dica é que você precisa assistir The White Queen imediatamente.

Jéssica

Tags: , , ,

veja os posts relacionados

Deixe uma resposta para LucyCancelar resposta

20 Comentários

  • Avatar
    Grazielli
    janeiro 22, 2020

    Oie amore,

    Nossa estou com inúmeras séries atrasadas, mais muitas mesmo!!!
    Ainda não conhecia essa, não é uma temática que eu curta muito não, por isso passo a dica!

    Beijokas!
    http://www.facedeumacapa.com.br

  • Avatar
    Delmara Silva
    janeiro 16, 2020

    Olá, ainda não tinha ouvido nada a respeito dessa série, mas temática me interessa grandemente e sua descrição me fez crer que a trama merece atenção. Já estou ansiosa para poder acompanhar essa história e conhecer melhor os personagens e os dramas nos quais estão envolvidos.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

  • Avatar
    CRIS
    janeiro 14, 2020

    OI!
    Adoro séries assim, mas essa nunca tinha ouvido falar, adorei a trama e por ser de época fico mais empolgada também. Seu resumo ficou bárbaro tive uma noção do que esperar quando for assistir e sua explicação dobre o enredo parecia que eu estava dentro do filme. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

  • Avatar
    Lucy
    janeiro 14, 2020

    Oi, Jéssica! Já li a respeito da guerra das rosas, também sei que é uma história que foi bastante adaptada pela Literatura e nas telas. Ainda não conhecia essa adaptação e adorei o cenário e figurinos. A história em si já é bastante interessante para correr atrás. rsrs
    bjos
    Lucy – Por essas páginas

  • Avatar
    Pollyanna Campos
    janeiro 13, 2020

    Olá, tudo bom?
    Como uma apaixonada por romances de época, já fiquei louca para conferir essa série da qual nunca havia ouvido falar. Pelo que disse já deu para perceber que a mesma é rica em personagens e trama e saber que te cativou ao ponto de assisti-la mais de uma vez só fez aumentar a vontade de ver também. Dica anotada, espero gostar tanto quanto você!
    Beijos!

  • Avatar
    Tay Meneses
    janeiro 13, 2020

    Já tinha visto o trailer dessa série, mas não prestei muita atenção ao que se tratava. Não sabia que outras duas séries continuavam essa. Achei o enredo interessante, também me atraio por séries do gênero. Valeu a dica!

  • Avatar
    Yvens Castrro
    janeiro 12, 2020

    Olá, Jéssica!

    Eu não conhecia essa série e gostei da sua publicação, gosto muito de séries históricas, séries que retratam períodos históricos da idade média e por isso vou anotar a sua dica. Muito obrigado!!
    Abraço!

  • Avatar
    Giovana
    janeiro 12, 2020

    Oii, tudo bem?
    Eu sou apaixonada em livros, filmes e séries que abordam um pouco da historia do mundo, e eu ainda não conhecia essa série e mal me lembrava da Guerra das Rosas, pois faz tempo desde que estudei isso, mas pode ter certeza que pretendo relembrar tudo enquanto assisto a série.

  • Avatar
    Luna
    janeiro 12, 2020

    Como sou apaixonada por História, sua resenha me deixou com vontade de dar uma conferida nessa série. Todavia, estou com muitas séries em andamentos, muitas delas passo meses sem ver por falta de tempo, então, será impossível encaixar mais uma para breve. 🙁

    Não gostei muito da série misturar fatos históricos com fantasia, confesso, mas não é nada que me impediria de ver. Já li um pouco sobre a Guerra das Rosas e sou louca para ler os livros da Philippa Gregory!

  • Avatar
    Ivi Campos
    janeiro 11, 2020

    Eu já tinha ouvido falar da serie mas nunca me interessei em assistir. Acho que seria um jeito interessante de entender o que foi A Guerra das Rosas. Outra coisa que me chamou a atenção foi a mistura de fantasia com história e me pareceu estar bem administrada na trama.
    Quero assistir

  • Avatar
    Diane Ramos
    janeiro 08, 2020

    OLÁ…
    Confesso que não sou muito de assistir séries, sabe, prefiro dedicar meu tempo livre para a leitura…
    Porém, ultimamente ando lendo tantas recomendações interessantes, bem como essa série indicada no post que fiquei tentada a assistir, então, sem mais delongas, acho que anotarei a dica!
    Bjo

  • Avatar
    Camila - Leitora Compulsiva
    janeiro 08, 2020

    Oi, Jessica!
    Eu amo de paixão os livros da Philippa Gregory e estou animada para ver essa adaptação!
    Não imaginava que pudesse estar tão boa!! Sua empolgação me deixou com vontade de largar tudo o que estou fazendo para ir assistir! Rs…
    beijos
    Camis

    • Jéssica
      Jéssica
      janeiro 14, 2020

      Oi Cami! Eu espero que você goste da série tanto quanto dos livros, como ainda não li as obras que a inspiraram não sei dizer se é ou não fiel, mas vale a pena conferir mesmo que não seja porque é maravilhosa

  • Avatar
    Lana Silva
    janeiro 08, 2020

    Sinceramente achei a série sensacional e muito bem ambientada, com bons atores, e por essa razão deveria ter maior visibilidade entre os amantes de série. Porém preciso admitir que não curto muito séries antigas que abordam guerras. Contudo para quem curte esta e uma ótima indicação.

    • Jéssica
      Jéssica
      janeiro 14, 2020

      Num é Lana! Foi como eu disse no começo da resenha: acho que aqui no Brasil ela não é tão conhecida e comentada. Fada injustiçada essa série!

  • Avatar
    Ana Caroline
    janeiro 07, 2020

    Olá!

    Só de imaginar o cenário e o figurino dessa série eu já fiquei louca para assistir.
    Não sei muito a respeito dessa guerra, mas o conflito que ronda ela super me chamou a atenção.
    Se tem uma coisa que eu gosto são livros e séries de época, ainda mais quando dá para ver que se empenharam para trazer algo que valha a pena.
    Dica super anotada!

    • Jéssica
      Jéssica
      janeiro 14, 2020

      Que bom que ficou interessada Ana! A série é maravilhosa mesmo ♥ espero que assista e goste tanto quanto eu

  • Avatar
    Larissa Dutra
    janeiro 07, 2020

    Olá, tudo bem? Não conhecia essa série ainda, mas pelo o que tu disse, parece ser uma série que contém vários elementos que eu gosto. Adorei a dica, já quero assistir!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Avatar
    lilian farias
    janeiro 06, 2020

    Eu amo séries com reviravolta, bem no estilo que eu curto sua indicação, a resenha ficou show, pena não estar disponível na Netflix.Mas acho que posso começar lendo a A Guerra dos Primos, da Phellippa Gregory, já que é a inspiração para a série. Acho que você resumiu bem os personagem e me deixou aqui com muita vontade de acompanhar. Também gosto quando misturam fantasia e história

    • Jéssica
      Jéssica
      janeiro 06, 2020

      Ahh eu tô tão feliz que tenha gostado da resenha! A série é bem empolgante mesmo e eu espero que os livros também sejam. Se chegar a ler ou assistir não esquece de me dizer o que achou do livro!

      Beijinhos