13 mar, 2020

[RESENHA] Os Bridgertons #5: Para Sir Phillip, Com Amor

Oi seus lindos, demorei, mas cheguei (e sim, eu sei que demorei muito) e trouxe hoje para vocês a resenha do quinto volume da série Os Bridgertons, Para Sir Phillip, Com Amor, da maravilhosa Julia Quinn, e lançado por aqui pela Editora Arqueiro. Admito que demorei muito tempo para trazer esta resenha, e não tenho uma justificativa plausível kkkk Então, sem mais delongas, vamos conferir um pouquinho sobre o livro da minha Bridgerton preferida.

Todos já conhecemos Eloise Bridgerton, a jovem simpática, extrovertida, um tanto quanto intrometida, mas que tem um coração de ouro e que ama se comunicar por cartas, principalmente porque na forma escrita ela se mostra com a personalidade cativante, que algumas vezes as pessoas não percebem.

Quando uma prima distante falece, deixando o viúvo com duas crianças pequenas para criar, Eloise decide então escrever uma carta para o viúvo prestando suas condolências. O viúvo por sua vez se surpreende com o gesto amável da desconhecida prima de sua falecida esposa, e em um gesto que o surpreende ainda mais, Sir Phillip resolve responder a atenção dela. E desta forma Sir Phillip e Eloise passam a trocar correspondências.

Nesta troca eles acabam descobrindo muito um do outro, Sir Phillip descobre que Eloise é uma excelente confidente e que possui uma rara inteligência, e ainda, que ela é uma solteirona que se encontra nesta posição porque nunca encontrou o homem perfeito para ela. Eloise por sua vez, descobre que Sir Phillip é um honrado cavalheiro que está em busca de uma nova esposa que possa ajudá-lo a criar seus filhos. E é destas descobertas que se origina uma carta de Sir Phillip para ela, na qual ele a convida para passar uma temporada com ele, para que eles possam se conhecer melhor e assim pensarem em se casar.

Eloise aceita o convite, mas em pouco tempo de convívio eles descobrem que não eram exatamente como se imaginavam, já que em pessoa Eloise é extremamente faladeira e bem voluntariosa, e Sir Phillip se mostra um tanto quanto rude e temperamental, ambos muito diferente do ideal projetado. Mas mesmo com todos os pontos negativos, ela só consegue pensar que Phillip tem o sorriso mais lindo do mundo e que faz com que ela queira estar em seus braços, e a cada vez que Eloise se cala, ele se vê pensando em quanto queria beijá-la. E no fim das contas, eles precisam decidir se são capazes de encarar todas as imperfeições um do outro, para saberem se eles realmente são almas gêmeas.

Vocês podem conferir as resenhas dos primeiros livros da série abaixo:

Gente eu só sei sentir com este livro, é uma das histórias que mais me cativou desta série, eu já esperava muito dela porque desde o primeiro livro que a Eloise é minha Bridgerton preferida (dividia entre ela e o Colin, mas depois do livro dele eu decidi que realmente ela é a minha preferida) porque ela sempre foi muito dona de si e parecia realmente a mais sensata e direcionada, mas aqui nós descobrimos o quanto ela é humana também e isto só me deixou mais fã ainda.

A forma como a história da Eloise e do Phillip acontece me encantou, porque ela foi construída, eles foram se apaixonando pelas cartas, e quando se conheceram pessoalmente e começaram a ver os defeitos, meio que já era tarde demais. É uma história muito fofa e encantadora, mas precisamos sempre pensar que se trata de Eloise, o que significa que é fofo no limite dela, e que por ser ela, a história nos traz várias gargalhadas, já que ela é tão sem freio que é impossível que não envergonhe a si mesma ou alguém a sua volta.

Tudo me fez rir neste livro, desde a forma como Eloise aceitou o convite de passar uma temporada na casa do Phillip, até o convívio dela com as crianças e com o próprio Phillip. E as crianças são outro elo que merece todo o destaque, porque Amanda e Oliver são gêmeos, em fase de formação de caráter e com um pai completamente introspecto nele mesmo, o que significa que eles acabaram se tornando dois diabinhos descontrolados, e muito dispostos a tornarem a estadia de Eloise na casa Craine um verdadeiro inferno.

E aí as histórias começam a se encaixar e ficar apaixonante, porque a gente vai acompanhando a evolução de todos os personagens e todos os seus relacionamentos. Aqui nós temos dois núcleos de relacionamento fortes e completamente diferentes dos livros anteriores, porque temos o relacionamento entre o casal, mas também temos o relacionamento familiar, e este se divide entre o relacionamento entre Amanda, Oliver e Phillip, e também das crianças com Eloise, e assim, nós conseguimos acompanhar a evolução e o crescimento do núcleo familiar.

Como não poderia faltar, Os Bridgertons dão o ar da graça neste livro também, mas não da forma como estamos acostumados, já que aqui temos um Anthony ainda mais chato e na pose de chefe da família, um Benedict que se apresenta como a pessoa que tenta apaziguar (mas nem tanto) e um Colin revoltado (não sem razão) e que como sempre só pensa em comer. Eu entendo as razões dos irmãos, mas achei algumas precipitadas e de extrema arrogância, eu não sou muito fã do Anthony (já falei sobre isto AQUI), mas ele está particularmente chato neste livro.

A edição da Arqueiro está muito fofinha, com a capa adequada aos personagens, e com a mesma diagramação dos livros anteriores, que tem a arvore genealógica no início, com capítulos seguidos, o que significa que alguns capítulos terminam e o próximo começa na mesma página. As folhas são amareladas e a fonte de um tamanho bem confortável, o que ajuda a tornar a leitura mais fluida.

A escrita da Julia Quinn é muito boa, faz com que a gente se sinta mesmo na história e faz com que fiquemos curiosos para saber um pouco mais sobre o próximo irmão. Admito que estou um pouco mais curiosa para conhecer o livro da Francesca, que é o próximo, porque ela é uma irmã que já é viúva e que raramente aparece, então fico me perguntando como será a história dela. Assim que eu descobrir venho aqui contar para vocês, e prometo não demorar tanto desta vez.

Título: Para Sir Phillip, Com Amor Série: Os BridgertonsPáginas: 276| Autor(a): Julia Quinn  Editora: Arqueiro | Ano: 2015

Avatar

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

12 Comentários

  • Avatar

    Oi Aninha, tudo bem?
    Julia Quinn. Eis uma autora que eu vejo MUITO na blogosfera e vivo postergando a leitura porque sempre acabo achando algo que me interesse mais, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Algum dia eu vou ter de parar e experimentar essa escritora de quem todo mundo fala tão bem, ainda mais essas séries familiares que parecem nunca ter fim, rs.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky…
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    • Avatar
      Aninha
      março 26, 2020

      Eu gosto muito da escrita dela, e demorei muito tempo para conhecer justamente porque sempre achava que eu tinha algo melhor para ler antes kkkkkk eu gosto da escrita dela, mas esta é a única série dela que eu conheço, e vou procurar as outras para ler. As vezes outra série dela te chame mais a atenção, e ai fica mais fácil para você ler as outras 🙂

  • Avatar
    Lucy
    março 24, 2020

    Oi, Ana! Gostei muito desse livro, mas achei a ideia da Eloise visitar Sir Philip precipitada e muito sem noção! rsrs
    Mas pelo menos deixou a leitura mais prazerosa e divertida.
    Bjos
    Lucy – Por essas páginas

    • Avatar
      Aninha
      março 26, 2020

      É bem sem noção mesmo, mas é muito a Eloise kkkkk eu não esperava nada comum ou previsível vindo dela kkkkkk

  • Avatar

    Olá Aninha!!!
    Eu sei que é uma vergonha para mim como leitora ainda não ter lido nada da autora, mas é que fui passando uma leitura ou outra na frente e deixando ela mesmo de lado.
    Triste dizer mas é a verdade.
    Eu já li muitas resenhas de “Os Bridgertons” e cada uma me empolga mais acerca desses irmãos.
    Adorei saber sobre essa personagem que é sua favorita.

    lereliterario.blogspot.com

    • Avatar
      Aninha
      março 26, 2020

      A não é vergonhoso não, sempre há tempo kkkkk eu mesma só comecei a ler a série dos irmãos ano passado, então sempre é tempo para poder conhecer esta família maravilhosa <3

  • Avatar
    Rayanni Kellsin
    março 23, 2020

    Olá, tudo bem? Gostei muito das suas considerações sobre a obra, mas irei pular a dica hoje pois não consegui passar do segundo livro, sei que é uma série muito amada porém não me cativou.

    • Avatar
      Aninha
      março 26, 2020

      Eu conheço algumas pessoas que a série não funcionou muito bem, a Jessie aqui do blog é um exemplo, mas tem outras séries da autora que você pode gostar, a escrita dela é boa, vale a pena conhecer as outras tramas se a dos Bridgertons não prender tanto 🙂

  • Avatar
    Luna
    março 19, 2020

    Sua resenha me deixou com vontade de ler o livro de novo!

    Os Bridgertons é uma das minhas séries de livros preferidas e sou muito suspeita para falar, pois amo todas as histórias (a da Francesca é a única da qual não guardo boas lembranças), mas eu lembro que este livro foi um dos meus mais queridos, perdendo apenas para Um Perfeito Cavalheiro.

    Eloise é maravilhosa e feita sob medida para o Phillip. O relacionamento deles se desenvolve aos poucos, um amor que vai surgindo com a convivência e é delicioso de acompanhar!

  • Avatar
    Carolina Trigo
    março 17, 2020

    Oi, Ana!
    Acredita que eu nunca li nada da Julia Quinn? Acho que isso se deve ao fato de eu não ser muito fã do gênero que ela escreve. Sempre ouço os leitores falando super bem da escrita dela, mas a minha questão é realmente o estilo, pois não tenho nenhum tipo de curiosidade em ler.
    Bjss

  • Avatar
    Gisele
    março 14, 2020

    Olá tudo bem ?
    Essa série de livros é a que vai virar série pela Netflix nao é ? Eu ainda nao li nada da autora, mas vejo muita gente sempre falando muito bem da obra dela e dessa serie principalmente. Acho bacana sempre as quesões que envolvem os livros, e fico ainda mais intrigada como a autora consegue prender o leitor com tantos livros.
    Beijos
    http://www.estilo-gisele.blogspot.com.br

  • Avatar
    Tami
    março 13, 2020

    Oi, Ana

    Ai, te entendo, eu também não sou uma das maiores fãs do Anthony. E meu Colin comilão, amo! Hahahah
    Eu parei a leitura da série no livro do Colin mesmo, mas agora quero voltar poor causa da adaptação. Comprei este volume e o sexto recentemente, então lerei em breve.
    Eu lembro da Eloise nos livros anteriores, e se ela já era sem filtro quando era mais nova, imagina mais velha? Hahahaha
    Espero gostar desse, mas acho que tem tudo para ser uma ótima leitura!

    Beijocas
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com