01 maio, 2020

[RESENHA] Amores Indecentes #1: Como Seduzir um Conde

Oi Seus Lindos, bora conversar um pouquinho sobre um romance de época nacional que é maravilhoso! Divertido, emocionante e tudo o que um bom romance tem para nos oferecer: Como Seduzir um Conde, da linda Michaelly Amorim e lançado pela Editora Freya. E bora conferir um pouquinho dessa maravilha de história.

Elizabeth (Lizzie para os íntimos, o que é meu caso porque já estou best dela) é uma jovem que foi criada por pais que se amavam profundamente, o que moldou suas perspectivas e por isto ela decidiu que só iria se casar se fosse por amor.


O pai de Lizzie adquiriu um baú cheio de livros, e um belo dia ela encontrou neste baú o diário de uma cortesã e, ao começar a ler ela se sente escandalizada, mas incapaz de não conferir os truques e dicas de sedução presentes no diário (e são dicas bem explicitas e didáticas viu gente?), e que ela nunca poderia imaginar que seriam úteis.


Mas após uma fatídica obra do destino, Lizzie se vê obrigada a utilizar dos artifícios do diário para tentar fisgar um marido rico, abrindo mão de todos os seus princípios e convicções para poder preservar a herança de seus irmãos. E assim, ela decide que irá seduzir um dos homens mais arredios e céticos de Londres.

O Conde de Dorset nem sempre foi assim, mas após a traição de sua noiva, ele passa a crer que todas as mulheres são interesseiras. Até que as coisas começam a mudar…

Confira a resenha da Editora Freya aqui no blog:

Gente eu nunca ri tanto lendo um romance te época! As situações são altamente cômicas, principalmente as que envolvem o diário da cortesã, porque de início a Lizzie fica completamente estarrecida com tudo, mas ao mesmo tempo curiosa (tipo quando a gente tampa o olho com os dedos abertos e jurando que não queremos ver), e também porque ela e o Daniel (o Conde) acabam se colocando em situações que são impossíveis de não rir.

É sensacional quando a Lizzie percebe que para conseguir salvar a família dela, ela vai precisar utilizar o infame diário, e ai ela vai ter que enfrentar todo o seu constrangimento e pudor em prol do bem maior, é realmente muito legal ver.

Mas não é só engraçado, o livro também nos traz momentos lindos que vem repletos de mensagens de amor fraterno e romântico, de lealdade e de como é possível que até a mais convicta das criaturas vá contra seus princípios para proteger aqueles que ama. Eu fiquei encantada com como todos os relacionamentos se dão nesta história.

Os personagens são maravilhosos e eu fiquei encantada com a história particular de cada um deles, cada personagem tem sua particularidade e as histórias deles se convergem para um ponto em comum, e sem parecer que o personagem “brotou” do nada na vida do outro e eu adorei isto.

A Lizzie tem uma personalidade ímpar, porque ao mesmo tempo que ela é a dama cheia de pudores, ela é curiosa e quer saber como as coisas do diário funcionam. Mas o que eu mais amei nela é o coração e a forma como ela se importa com as pessoas com quem ela se importa e como ela faz o que precisa sem se importar com as consequências, e ao mesmo tempo sem perder quem ela é, foi fascinante acompanhar a trajetória dela.

Daniel, o Conde de Dorset é um caso de amor e ódio, mais amor do que ódio, mas em alguns momentos eu realmente queria agredir ele. Ele é um homem que já foi muito ferido no passado e que que passou por algo que se assemelha ao que a Lizzie pretendia fazer, mas obviamente que as razões e as mulheres são bem diferentes, mas isso não impede que algumas conclusões erradas levem ele a ter atitudes chatas. Mas ainda assim, ele é um homem maravilhoso e muito amoroso, e eu me apaixonei, então ele teve mais meu amor do que o meu ódio.

Eu fiquei particularmente com vontade de dar uns tapas no Phillip, Duque de Norfall e melhor amigo do Daniel, porque ele é um abelhudo que se mete onde não é da conta dele e faz a maior confusão! Ele ajuda a resolver depois? Ajuda, mas isso não faz dele menos intrometido, e minha alegria é saber que o próximo livro é dele e ai eu vou poder ver ele sofrendo um pouquinho.

Mas de uma forma geral, é uma história apaixonante, com um enredo incrível e que já me deixou viciada nesta série, já quero todos os livros e mal vejo a hora de conferir a história de todos os personagens que nos são apresentados nos livros, e assim que eu conferir todos eu corro aqui para poder contar para vocês o que eu achei.

Título: Como Seduzir um Conde Série: Amores Indecentes Páginas: 221 | Autor(a): Michaelly Amorim Editora: Freya | Ano: 2017

Avatar

Tags: , , , ,

veja os posts relacionados

Deixe uma resposta para Antonia Isadora de Araújo RodriguesCancelar resposta

9 Comentários

  • Avatar
    Vitória Zavattieri
    maio 24, 2020

    Ooi,
    Eu não conhecia o livro mas fiquei muito curiosa para conhecer! Não me lembro de ter lido um romance de época nacional e pelas suas impressões parece uma ótima leitura! Vou ficar de olho na autora e espero poder ler em breve.

    Beijos

  • Avatar

    Oi Aninha!!!
    Eu tenho a série desses livros no meu Kindle, porque é romance de época e eu curto muito o gênero de fato.
    Eu adorei que é uma mocinha aprendendo coisas num diário de cortesã e eu ri muito quando você deu o exemplo que é aquele fato que a gente não quer ver mas fica curioso mesmo assim.
    Adorei a resenha demais ^^

    lereliterario.blogspot.com

    • Avatar
      Aninha
      maio 22, 2020

      Obrigada <3 eu baixei todos eles no Kindle também, quando a autora deixou de graça. É uma história incrível viu? Acho que você vai gostar muito, já que ama romances de época.

  • Avatar
    Ivi Campos
    maio 19, 2020

    Uma da scoisas que mais amo em romances de época são as cenas engraçadas e eu já estou aqui imaginando a mocinha lendo o diário e ficando interessada… hahahahah Já quero rir também!!! Amei a dica!!

    • Avatar
      Aninha
      maio 22, 2020

      Espero que você goste da leitura, porque realmente as cenas engraçadas são ótimas <3

  • Avatar
    Gustavo
    maio 14, 2020

    Cara, incrível! Adoro romances de época e quando eles são engraçados, então, eu me rendo super fácil. Imagino lizzie pegando o diário da cortesã, já quero rir daqui! Quero muito ler e me apaixonar pelo enredo, assim como voce!

    • Avatar
      Aninha
      maio 22, 2020

      Menino a cena dela lendo o diário é sensacional! Eu amo este livro e o quanto ele me faz rir kkkkk

  • Avatar
    Helana Ohara
    maio 06, 2020

    Se você riu durante a leitura eu acredito, pois eu ri só do fato dela achar um diário de cortesã hahahahahahaha, na época de Lizzie..
    Adoro personagens que se dedicam e se importam com as pessoas. Apesar da gente amar uns romances de época sabemos que não era tão legal assim

    • Avatar
      Aninha
      maio 07, 2020

      Sim, mas é legal pensar que em algumas famílias as coisas realmente fossem assim kkkkkkkkk